(071) 3117-1800
contato@han.net.br

Excelência no SUS: Ana Nery praticamente elimina uso de cateter de curta permanência na Hemodiálise

O Ana Nery praticamente eliminou o uso de cateteres de curta duração na Hemodiálise do Hospital. Atualmente, dos 144 pacientes em diálise no HAN, apenas três utilizam o cateter temporário.

Existem três tipos de acesso, para a realização da Hemodiálise: cateter curta permanência, cateter de longa permanência e fístula.

O cateter de curta permanência (ou temporário) possui desvantagens quando comparado com as outras opções. Ele precisa ser trocado com frequência, o uso prolongado desses acessos predispõe a infecções e pode levar ao desgaste dos vasos que por sua vez, inviabiliza a confecção de fístula artéria venosa, que é o padrão ouro para doentes em Hemodiálise.

Muitas vezes o cateter temporário é mantido pelas dificuldades de se conseguir trabalhar com as outras opções. O acesso ao implante de cateter de longa permanência, por exemplo, é mais é mais caro e exige um suporte maior da unidade de saúde. A fístula é dificultada porque, às vezes, o paciente não tem vaso suficiente, precisa fazer um doppler antes, entre outros motivos.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia, em 2021, 8,6% dos pacientes em Hemodiálise no Brasil, seja em unidades públicas ou privadas, utilizavam o cateter de curta permanência. No Ana Nery, atualmente, esse índice é de apenas 2%.

Dra. Fernanda Martin, médica nefrologista e diretora técnica do HAN, afirma que, nos últimos anos, foi prioridade da direção do Ana Nery trabalhar para melhorar o acesso dos pacientes na Hemodiálise.

“Hoje, fico muito contente que a agente só tem três pacientes em uso do cateter temporário, sendo que dois deles já estão com a fístula maturando. Praticamente zeramos o uso numa população humilde, do SUS. Esses resultados que obtivemos aqui no Ana Nery, pelo SUS, supera muitos dos serviços particulares no país”, diz.

Há cerca de cinco anos que o Ana Nery possui um Programa de Gerenciamento de Acesso Vascular, no qual o paciente é direcionado de forma mais rápida para fazer o acesso. O programa envolve consulta com médico vascular, encaminhamento para a Hemodinâmica, priorização dos pacientes da Hemodiálise para realização de doppler, além de avaliação de cardiologista quando necessária.

Uma das responsáveis por fazer o projeto funcionar, a enfermeira Maria Rosa explica que o Programa de Acesso Vascular criou uma parceria entre as equipes de Nefrologia e Angiologia

“Houve a inserção da enfermagem no ambulatório, com discussão dos casos e compartilhamento das informações técnicas; aquisição de aparelho de doppler na realização das consultas, otimizando a definição quanto ao acesso vascular; dedicação dos residentes na realização de acessos praticamente todos os dias. Um conjunto de acontecimentos acompanhados de muita dedicação de toda equipe. Me sinto realizada em participar desse programa e proporcionar qualidade de vida e um tratamento de qualidade aos pacientes renais crônicos”, destaca.

“Os pacientes da Hemodiálise são priorizados no HAN e, por isso, a gente conseguiu esse resultado”, conclui Dra. Fernanda.

Alta tecnologia a serviço do SUS: Ana Nery adquire novo aparelho para terapia renal substitutiva contínua

O Ana Nery adquiriu recentemente um novo aparelho de Hemodialfiltração, para realização de terapia renal substitutiva contínua. A nova máquina, que oferta o que há de mais moderno para os pacientes críticos que necessitam de hemodiálise, começou a funcionar na última quarta-feira (18).

A hemodialfiltração é uma opção de tratamento da insuficiência renal aguda, com foco em pacientes críticos, como pós-operatório de grandes cirurgias, choque séptico, choque cardiogênico, entre outros. O Ana Nery oferece essa modalidade de terapia rotineiramente, há mais de 10 anos.

Além das terapias renais substitutivas contínuas em todas as suas sub-modalidades, a nova máquina permite ainda realizar plasmaférese, além de terapias de adsorção e de remoção de CO2.

O equipamento também traz benefícios às equipes do Ana Nery, já que é mais intuitivo, de fácil preparo e manuseio, o que reduz a carga de trabalho do profissional da UTI.

A equipe de nefrologistas do HAN, hospital que é referência do estado em nefrologia e transplante renal, segue na busca por oferecer o melhor e mais moderno aos pacientes, com qualidade e eficiência.

Enviar mensagem
Precisa de ajuda? Entre em contato.
Agora você pode agendar e tirar suas dúvidas via WhatsApp.
Powered by