Combate ao coronavírus: novas medidas são implementadas

O Hospital Ana Nery (HAN) vem enfrentamento o novo coronavírus desde a confirmação do primeiro caso de Covid-19 no estado da Bahia. No dia 18 de março de 2020 publicou Plano de Contingência com 15 medidas técnicas para enfrentamento à pandemia pelo SARS-CoV2 (coronavírus), que passaram a ser adotadas por todo o hospital, com o objetivo de dar segurança a pacientes, acompanhantes e funcionários na execução de suas atividades. (Material segue abaixo)

Após esta publicação, foram ainda adicionadas mais medidas conforme a evolução do número de casos e padrão de contaminação no nosso meio: restrição mais importante às visitas e acompanhantes; obrigatoriedade de todos os pacientes e acompanhantes estarem usando máscara de tecido (doadas pelo hospital); fornecimento de máscara cirúrgica para todos os colaboradores; fornecimento de Equipamento de Proteção Individual (EPI) adequado para cada profissional, de acordo com sua atividade e exposição; além de medidas cabíveis para limpeza, higienização, distanciamento entre pacientes e os próprios funcionários.

HAN disponibiliza Equipamento de Proteção Individual (EPI) adequado para cada profissional, de acordo com sua atividade e exposição (Foto: ASCOM)

O Hospital Ana Nery é uma unidade hospitalar voltada para realização de procedimentos de alta complexidade para doenças cardiovasculares e nefrologia no estado da Bahia. Por aqui circulam diariamente, nesse momento de pandemia, cerca de 500 pacientes e, considerando a gravidade das patologias que são assistidas no Hospital Ana Nery (como Infarto Agudo do Miocárdio, Arritmias Cardíacas, Insuficiência Renal Grave, Dissecção de Aorta), o hospital manteve os atendimentos indispensáveis à Rede Estadual de Saúde nesta fase de pandemia.

 

HEMODIÁLISE

Estamos vivendo um período em que a infecção pelo coronavírus é considerada sustentada e comunitária. Deste modo, era esperado o surgimento de casos suspeitos no HAN, especialmente nos pacientes em hemodiálise – que precisam deslocar-se, pelo menos, três vezes por semana – estando assim mais susceptíveis. Cientes desta realidade, como referência em Nefrologia, o Hospital Ana Nery acrescentou ainda medidas mais severas àquelas adotadas nos demais serviços do hospital, sendo elencadas:

– A entrada dos pacientes para cada sessão de hemodiálise vem sendo realizada de forma gradual, sendo convocados em grupos de 04 a 05 pacientes conforme sala a ser admitida;

– Agrupamento dos pacientes para realização de hemodiálise, sendo os pacientes setorizados, em salas específicas, conforme condição clínica em casos suspeitos, casos confirmados e assintomáticos;

– Distribuição de máscaras de pano, conforme doação recebida pelo Serviço Social, objetivando proteção durante o deslocamento entre domicílio e a unidade de hemodiálise;

– Triagem pelo receptivo de sinais e sintomas bem como pela equipe multiprofissional (técnico de enfermagem, enfermeiro e médico) à admissão do paciente;

– Aferição de temperatura (através de termômetros digitais por infravermelho) antes da entrada do paciente em sala de hemodiálise e/ou durante a aferição e peso antes do início da sessão;

– Estabelecimento de isolamento de contato e gotículas, com fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) conforme normativa vigente do Ministério da Saúde;

– Realização na nossa instituição de coleta de RT-PCR entre o 3º e o 5º dia de início dos sintomas do pacientes identificados com casos suspeitos e posterior encaminhamento ao LACEN;

– Realização de avaliação clínica e radiológica dos pacientes, sobretudo, se associado a sinais de gravidade;

– Avaliação dos casos suspeitos com equipe de especialistas em infectologia.

Tendo em vista a alta mobilidade dos pacientes no nosso serviço (pacientes ambulatoriais e dialíticos que vêm de casa, pacientes que vêm regulados de outros hospitais que não dispõem dos recursos aqui existentes – como pacientes para hemodinâmica, cirurgia cardíaca adulto e pediátrica) e a alta transmissibilidade da doença, o HAN vem mantendo índices esperados de casos suspeitos/confirmados com COVID-19. No que tange aos colaboradores, temos a mesma realidade.

Seguiremos ampliando ainda mais os esforços para evitar a propagação da doença tanto nos pacientes que atendemos como nos nossos colaboradores. Ressaltamos que estamos vivendo um momento de grandes desafios ao sistema de saúde, no entanto, não podemos nos refutar de realizar nosso serviço a sociedade baiana.

 

PLANO DE CONTINGÊNCIA

Em virtude da pandemia do COVID-19, o Hospital Ana Nery adota as seguintes medidas a partir de 18 de março de 2020.:

– As consultas realizadas no ambulatório e os exames realizados no laboratório e no setor de bioimagem terão seu número reduzido, progressivamente.

– As visitas aos pacientes das unidades fechadas (UTIs) estão suspensas pelo período de 90 dias. Os familiares continuarão a receber notícias através de boletim médico.

– Os horários de visita das unidades abertas, ficará restrito entre as 14:00h às 16:00h, limitado a 1 (hum) visitante por paciente Obs: Orientamos que pessoas com sintomas respiratórios não realizem visitas aos pacientes internados.

– Ficam suspensos estágios, aulas e sessões científicas nas dependências do hospital. O Programa de residência Médica será mantido por se tratarem de profissionais da saúde imprescindíveis para o apoio médico assistencial.

– Os trabalhadores maiores de 65 anos e as gestantes serão dispensados, por período determinado, conforme a orientação da chefia imediata.

– Os trabalhadores com menos de 65 anos e portador de patologias crônicas serão avaliados caso a caso, pelo serviço de saúde ocupacional.

– Os trabalhadores das áreas assistenciais terão suspensas férias e licenças, temporariamente.

– A jornada de trabalho dos setores administrativos será reduzida, temporariamente, em 01 hora diária, na saída do expediente, a fim de minimizar a aglomeração dos transportes públicos.

– Os coordenadores devem programar o horário das refeições dos trabalhadores de forma a reduzir tempo de permanência e aglomerações no refeitório.

Obs: os acompanhantes passarão a receber sua refeição no leito indicado do paciente.

– Os trabalhadores com sintomas respiratórios devem contactar a unidade de saúde ocupacional para orientações através do número 3117-1857.

Obs: Os trabalhadores terceirizados devem entrar em contato com o seu contratante.

– Os atestados médicos por qualquer outra patologia, deve ser comunicado a chefia imediata e encaminhado para USO através do email: atestado@han.net.br.

– O atendimento do setor de pessoal será feito de forma presencial no turno matutino e por telefone no período da tarde.

– O setor de ouvidoria ficará suspenso, temporariamente, o atendimento presencial.

Obs: disponível os meios eletrônicos/telefônico no número 3117—2030

– A capacidade máxima dos elevadores será reduzida para 4 pessoas por vez.

– Cartazes estão sendo afixados nos quadros de aviso com objetivo de orientar e alertar para os sinais e sintomas do coronavírus, bem como, as medidas de prevenção.

ATENÇÃO: estas medidas poderão ser modificadas a qualquer momento a depender da evolução da situação e das orientações das autoridades da saúde

 Salvador- BA

 18 de Março de 2020.